Abandono e Inferno

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Muito fofo!

Abandono livro 1 - autora: meg Cabot - editora: Galera Record

sinopse: "Pierce tem dezessete anos de idade e sabe o que acontece quando morremos. É assim que ela conheceu John Hayden, o misterioso estranho que fez ela voltar a vida normal — ao menos a vida que Pierce conhecia antes do acidente — quase inacreditável. Embora ela pense que escapou dele — começando em uma nova escola em um novo lugar — confirma-se que ela estava errada. Ele a encontra. O que John quer dela? Pierce acha que sabe… também acha que ele não é um anjo da guarda, e seu mundo sombrio não é exatamente o céu. Mas ela não consegue ficar longe dele, especialmente porque ele está sempre lá quando ela menos espera, exatamente quando ela mais precisa. Mas se ela deixa cair qualquer coisa, ela pode se ver no lugar que ela mais teme. E quando Pierce descobre uma verdade chocante, sabe de onde John a salvou: o submundo."


Já sei! Tomaram o maior susto com o nome do post, né? Hahaha, não se preocupem! São livros muito legais apesar do nome...Vou falar primeiro do livro Abandono, que é o primeiro da série para depois falar do Inferno - aí vocês decidem se vão continuar lendo por causa dos spoilers leves que serei obrigada a dar...rs


Conhecem o mito de Perséfone e Hades? Então...Hades, o deus do submundo, se apaixonou por Perséfone, que era filha de Zeus e Démeter, a rainha da colheita, e a raptou. Démeter não aceitou isso, e causou um mal sobre a Terra, não permitindo que nada nascesse - seria a vinda do inverno até que Hades devolvesse sua filha. Hades então resolver libertar a jovem, só que ela havia comido 6 sementes de romã no mundo inferior e por isso era obrigada a voltar ao submundo todos os anos para passar 6 meses na companhia de Hades. Isso seria a explicação das estações do ano. Admito que acho fofo, enfim...rs





No livro 1, Pierce tem 17 anos e havia morrido aos 15...simples assim! rs O livro começa com ela contando sua história já de volta à Terra e começa bem cheio de mistérios...é preciso que você preste mesmo atenção para poder continuar a ler sem se perder. A princípio admito que me irritei um pouco, mas conforme a leitura foi fluindo, acabei me adaptando ao estilo da Meg novamente.

Ela é uma garota que sofreu EQM - experiência de quase morte. Ninguém acredita em suas visões e nem ela mesma mais, depois de ter passado por tantos psicólogos, psiquiatras, neurologistas que dizem que tudo que vivenciou nesse período era apenas uma ilusão da mente.

No entanto, John sempre a encontra. Eles se conheceram quando ela tinha 7 anos e ela o viu novamente quando morreu...nos portões do Submundo, quando ela estava para fazer a travessia. No entanto, ela conseguiu fugir e tem agora a sensação de que ele está por toda a parte. O pior é que ninguém acredita nela...e os perigos que ela vem passando são difíceis de decifrar...É ele quem está causando isso ou algo mais?


Gostei do livro sim, é fofo e agradável; li em dois dias. Típico de uma leitura da Meg. As piadas foram leves, mas fiquei meio confusa com o romantismo de Pierce. Ela ama e não ama John. Quer ficar com ele e não quer e diz que ele que é complicado..rs. Não vou dizer que foi o melhor casal de Meg, apesar de gostar muito dos dois. John tem um temperamento difícil e Pierce, apesar de ser determinada, aceita tudo o que ele fala e faz para não magoá-lo - apesar dele raptá-la e se negar a contar qualquer coisa pra ela dizendo que devem passar a eternidade juntos porque sim. Oi? XD Ele mente à beça e ela simplesmente aceita e diz que ele fez por amor. Talvez minha cabeça seja um pouco racional demais? rs Ou talvez eu esteja sendo intolerante? Talvez um pouco dos dois; já fui romântica há muito tempo, haha!


Bom, eu amei o livro, sim! Não consegui largá-lo, mas então estou avisando - é um romance light estilo adolescente (eu gosto, então..rs)



Agora vamos para segundo livro! Caso não tenha lido o primeiro, é melhor esperar pra ler a próxima resenha, embora eu não vá dar muitos spoilers! ;)





Um pouco mais dramático...

Inferno - livro 2 - autora: Meg Cabot - editora: Galera record

sinopse: "Nesta continuação do mito de Perséfone recriado por Meg Cabot, Pierce Oliviera está em um lugar entre o paraíso e o inferno. Um castelo turvo e mal iluminado, de onde pode ver os espíritos dos mortos, prontos para embarcar em sua viagem derradeira. Mas não está lá por escolha própria: John Hayden, senhor do Mundo Inferior, está lhe mantendo lá. Para seu próprio bem, ele diz: para protegê-la das Fúrias que desejam vingar-se dele.
Mesmo que esteja lá, seus entes queridos não estão. E isso pode acabar custando caro para ambos. Mas John afirma que não pode deixá-la sair. Será que ela deveria confiar em sua palavra?"







Devo admitir que nesta parte me senti um pouco confusa quanto à chamada do livro. Dá a entender que ela foi sequestrada e que não quis ir. No começo não, mas depois ela faz tudo pra ficar e não magoar John...o que me deixa muito irritada com os dois. Tudo ela teme perguntar para que ele não se aborreça e o magoe. Bom, neste livro tem muito mais ação! As fúrias estão querendo eliminar Pierce e eles agora sabem por quê. No entanto, agora que ela está - quase - protegida, elas tentam atraí-la de volta...de que forma? Ameaçando seus entes queridos! Pierce vê um vídeo de seu primo preso em um caixão, apesar de o tempo ser diverso no Submundo...isso aconteceu ou está para acontecer? 
Muita gente na Terra está envolvida com o que aconteceu com Pierce e sua família- incluindo a própria família de Pierce! Seu cristal de Perséfone, que avisa quando há perigo por perto, ou uma fúria, fica negro quase o tempo todo! rs O problema é que eles não sabem como eliminar uma fúria e ela simplesmente muda o corpo que possui...quem poderá ser o próximo? Como Pierce e John vão descobrir até que seja tarde demais? 
Eles tem um romance bem conturbado, mas pensando aqui comigo, quem nunca? Fácil julgar, né? Até passar pela mesma situação, então melhor ficar calada! hehe


Nesse meio tempo ela descobre que existem mais pessoas dentro do castelo com John e que pertenciam ao barco de seu raptor, o Liberty - acho melhor parar por aí, senão vou contar muito do passado dele pra vocês e estragar a história!

Gostei muito deste livro, apesar de sentir muita falta das piadinhas de Meg. Tudo é muito sério, sofrimentos até demais...rs o problema é que, como gostei demais do livro, já estou louca pela continuação! 
Já sei, você deve estar se perguntando se gostei do livro - sim, gostei demais, mas não considero dos melhores da Meg; no entanto vale muito à pena! E agora vou ficar aqui, agoniada, esperando o próximo! Dizem que é uma trilogia e assim espero!! rsrs

Ansiosa!! Anda logo, Galera!! >.<

Jessi: Nossa, morrer e voltar...espera...eu já fiz isso!

Zack: Jessi, você chegou a ver os portões do submundo??

Jessi: Eu praticamente vejo ele com você quase todos os dias...¬¬

Zack: Que injustiça! Eu acho engraçado as pessoas falaram de cruzar os portões do Submundo. Volta e meia passo por lá pra tomar um chá.

Jessi: Está brincando....certo?








Comentários no Facebook
6 Comentários no Blogger

6 comentários:

  1. Oi Vivi,

    Eu estava com o Abandono em casa, mas decidi trocar depois de alguns comentários sobre o livro que eu li em outras resenhas. Eu sempre achei a Meg Cabot tem um estilo bem leve de enredo e que flui muito bem, mas os livros não são a melhor coisa do mundo. E um dos comentários que eu ouvi, e que concordo plenamente, foi o 'Tem vezes que ela acerta e outras não, em Abandono ela errou totalmente.'
    Eu vi que você adorou o primeiro, mas os motivos fariam que eu deixasse de ler o livro. Passei da fase de querer ler romances adolescentes, estou passando longe dos YA ultimamente. E esses casais em que a mocinha releva tudo são um motivo de ódio durante a leitura. Bem, não vou ler, e me sinto até melhor de ter passado o livro a frente. E o engraçado é que há resenhas que te influenciam a ler um livro e há resenhas que fazem você desistir de ler, o que acaba fazendo você correr atrás de outra leitura que talvez seja muito mais proveitosa.

    É isso, beijos!

    ResponderExcluir
  2. Meg é uma autora maravilhosa, mas tem vezes que da muita raiva das personagens.
    Como em sorte ou azar, as personagens principais são muito boazinhas e parecem mais sem sal do que qualquer coisa. As vezes um pouco de maldade cai bem! Quem nunca ficou com raiva hahahaha'

    ResponderExcluir
  3. Só li a primeira resenha rsrsrs
    Eu nunca li nada da Meg, e não fazia ideia que esse era o contexto de Abandono. Parece um romance legal pra passar o tempo... ^^

    ResponderExcluir
  4. Oi, Vi.
    Eu adoro os livros da Meg e adoro histórias de mitologia, então obviamente quis ler essa série! hehe E eu estou gostando bastante, apesar de concordar com você que não é de longe o melhor casal da Meg.
    Acho que o importante é ter em mente que esse é um livro adolescente e light. Nada de esperar pelo Percy Jackson e nem pelos grandes romances da Meg. É algo novo e acho que por isso gostei tanto! Acho que ela saiu da zona de conforto! rs...
    beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. May: Bom, não achei que ela errou totalmente, mas realmente não é dos melhores dela...o casal não é tão cativante, mas é gostoso de ler. Sim, se é o que você gosta, tem que ir em frente, mas se pela resenha reflete justamente o que você não está procurando, tem que desistir! Realmente só vale a pena ler se é o que busca pra não perder tempo! :) Então até fico feliz de ter ajudado! hahaha Beijos! ^^

    brenda: pra passar o tempo é bem gosotos, mas se vai começar a ler livros da meg, sugiro a saga A mediadora! ;D

    camis: hahaha, sim, é bom e não é! hahaha! Sim, exatamente. Eu já comecei sabendo que era light, por isso já não esperava tanto! Foi bom ela sair da zona de conforto mesmo, rsrsrs Beijos!!

    ResponderExcluir
  6. Quet: hahaha, tem razão! E essa é um dos tipos! hahaha Devia ler então Pegando fogo! Essa é mais malvada! hahaha Beijos!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.