No Escuro

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Hum....o que dizer?

No Escuro - autora: Elizabeth Haynes - editora Intrínseca

sinopse: "Catherine aproveitou a vida de solteira por tempo suficiente para reconhecer um excelente partido quando o encontra: lindo, carismático, espontâneo... Lee parece bom demais para ser verdade. Suas amigas concordam plenamente e, uma por uma, todas se deixam conquistar por ele. Com o tempo, porém, o homem louro de olhos azuis, que parece o sonho de qualquer mulher, revela-se extremamente controlador e faz com que Catherine se sinta isolada. Amedrontada pelo jeito cada vez mais estranho de Lee, Catherine tenta terminar o relacionamento, mas, ao pedir ajuda aos amigos, descobre que ninguém acredita nela."


Catherine era aquele tipo de mulher que saía para a balada todos os dias, tinha suas farras bem descontroladas e acordava ou na casa de alguém- qualquer estranho - ou com algum estranho do lado. Suas amigas seguiam o mesmo caminho. Ela dava em cima de praticamente todo mundo, até conhecer Lee. Ele era segurança em uma boate e os dois acabam se envolvendo. Só que o que parecia um sonho para Catherine, acabou se tornando um pesadelo sem precedentes. As amigas não acreditam nela. Por quê? Porque catherine mentia o tempo todo, dizendo que ele era maravilhoso, que não havia nenhum problema, etc. só para as amigas acharem que ela encontrou o príncipe encantado! Claro que quando resolve contar a verdade as pessoas não acreditam nela. Ele era extremamente possessivo e violento e quase a matou. Depois que ela consegue se livrar desse pesadelo, começa a desenvolver uma série de TOCs (transtorno compulsivo obsessivo) e quase nunca sai de casa. Conhece um homem maravilhoso - tão maravilhoso que é difícil de acreditar! O cara tem uma paciência enorme com ela!! - Steven, que a ajuda a superar os traumas.

O livro se alterna entre a narração do que houve no passado e a superação de Catherine atualmente, um capítulo cada. Depois que Steven começa a ajudar Catherine, ela recebe uma ligação de que alguém pode estar de volta...

Bem, minha impressão é que Catherine antes era uma completa tapada e continuou sendo uma completa tapada. >.< Por quê? Bem, dá pra ver pela descrição dela no começo que tipo de pessoa ela era. Nunca se valorizou na vida, o que explica o fato dela encontrar alguém que também não lhe dava valor algum. Bem, é claro que há homens que não valorizam as mulheres que tem (sem elas terem feito nada)  e o oposto também acontece, mas eu não via nenhuma saída para Catherine, sério. Ela simplesmente me irritava! >.< O pior é que ela simplesmente só começa a querer se livrar desses traumas quando conhece outro cara; aí ela resolve se livrar deles e de seus TOCs. Bem, é caráter e dependência dela, não acho que seja um problema do livro e um fato bom é que mostra o que acontece quando a gente não se valoriza e só mente para as pessoas. Não vou contar mais para não estragar o livro, mas muitos personagens naquele livro me deixaram louca da vida! >.<

Zack: Aah, a mulher tem que se valorizar, né? Todo homem devia ajudar a mulher a fazer isso também.

Jessi: Estou MESMO ouvindo você dizer isso, seu cínico?

Zack: Que isso! É claro que te valorizo, oras! É minha maneira de mostrar que você é especial te sacaneando tanto! <3 span="">

Jessi:....Você só é doido!
 



Comentários no Facebook
5 Comentários no Blogger

5 comentários:

  1. PRIMEIRO COMMENT \o/

    Nossa, é difícil essas coisas com traumas, eu sei disso porque infelizmente fiquei com alguns da época de Bullying, mesmo sabendo que temos e que precisamos superar, tem uma barreira mental que não deixa a gente sair dali, demora para conseguirmos superar ou esquecer algumas coisas =/

    TOC também é uma coisa horrível, conheço pessoas que tem e que até a saúde fica afetada, tanto mental quanto fisicamente. É uma mania que vira obsessão, a pessoa não tem controle sobre isso, é quase como se chegassem para você e dissessem que "2+2=3", você simplesmente não aceita! O pior é que esse tipo de coisa só pode ser tratada depois do paciente aceitar que tem e querer um tratamento, caso o contrário não adianta.

    Na questão de namorado não tenho muito o que dizer, não tenha experiência nessa área! xD

    E Zack, eu não me importo que você seja cínico e sarcástico, seu único erro é não existir pra casar comigo! ;-;

    ENTÃO NÃO RECLAMA JESSI! xD

    Agora to com vontade de ler esse livro!

    Beijos, Diva!

    ResponderExcluir
  2. Comprei ele semana passada na Saraiva, ahhh mas fiquei meio triste com sua resenha ahauahaua não gosto de personagens tapadas u.u porém meu interesse é muito grande nele, tenho a sensação de que irá me fazer meditar depois ^^
    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  3. Lyoko: Oi, Ly! hahahaha! Bom, eu já tive TOC e percebi que isso estava me prejudicando demais...eu realmente tomei a decisão de tentar superar isso, porque estava me consumindo...abria e fechava armários, gavetas...chato à beça! Eu consegui superar sem fazer tratamento, mas não foi fácil! Eu dormia nervosa, ficava estressada, achava que coisas ruins iam acontecer...mas depois de tanto insistir, consegui! =) Então é possível sim! hauhaua, então manda ver, mas vou avisano: é sexo em todos os capítulos, depois sexo e violência...u.u

    Jhey: Bom, talvez você goste, né? É que fiquei um pouco desapontada com o conformismo da personagem...tudo bem que ela passou maus bocados, mas...de repente isso é bom pra refletir mesmo!! ^^ Beijoos!

    ResponderExcluir
  4. O Zack é original em tudo! rsrs
    Bom acho que esse não é meu tipo de livro. Personagens tapadas me estressam muuuito! rsrs
    Mas quem sabe eu não dê um chance neh?

    Bjuss

    ResponderExcluir
  5. hahaha, não é? rs Bem, de repente pode ser que você goste! Dá uma olhada na livraria! De repente, né? ^^ Beijooos!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.