Feliz ano novo e tirinha!

sábado, 31 de dezembro de 2011

Aaah, eu não podia deixar de desejar feliz ano novo para os leitores fiéis do blog e aos fãs incondicionais de Zack e Jessi!! A todos vocês, meus amigos queridos, um ano cheio de realizações, amor, alegrias e que os maias estejam errados!!
Zack: Bem, se eles tiverem certos, vocês terão até 21 de dezembro, então...

Jessi: Como assim, 'vocês'? Você também vai estar no mesmo barco, tá?

Zack: Se o mundo não acabar numa estaca gigante, acho que não...¬¬

Ano que vem vou trazer muuitas surpresas, as promos vão recomeçar e se Deus quiser, se eu conseguir passar no concurso, vou ter mais tempo (acho) rsrs... 

É isso aí, feliz ano novo!! =D 

Clica pra ficar maior! ;D


Beijos!!

Leia Mais ►

O poder dos seis

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Pra variar...empolgante!!


O Poder dos Seis - Os Legados de Lorien - Livro 2 - Pittacus Lore- editora:Intrinseca

sinopse: "Em O poder dos seis, John e a Número Seis se recuperam da
grande batalha contra os mogadorianos, de quem ainda fogem para salvar a própria vida. Enquanto isso, a Número Sete está escondida em um convento na Espanha, acompanhando pela Internet notícias sobre John. Ela se pergunta onde estão Cinco e Seis, imaginando se um deles é a garota de cabelo preto e olhos cinzentos de seus sonhos, cujos poderes vão além de tudo o que ela já imaginou, aquela que tem a força necessária para reunir os seis sobreviventes".




Para quem perdeu a resenha do livro 1 - eu sou o numero 4, aqui está! Seguindo a mesma linha de ação e empolgação, o livro 2 chega! Acredito que gostei mais do primeiro; o segundo para mim foi um pouco menos, talvez por você já saber um pouco o que esperar, mas em nada falha com a empolgação e ação. Só acho que viajou um pouco no começo; parecia que em algumas coisas o livro retrocedia no tempo em relação ao convento em que a número Sete estava - tinha até palmatória, e a cidade é descrita sendo muito antiga, com coisas da faroeste, até. Talvez seja possível que exista, mas pareceu um pouco inverossímel...depois que passa a primeira parte, aí sim o livro fica empolgante! Eu não consegui largá-lo e quando me dei conta já passava das duas da manhã! O.o 

A história continua a parti do primeiro livro, só que desta vez não é só John - o número 4 -  que narra sua aventura; a número Sete alterna nos capítulos, onde eles vão se tornando cada vez menores até... bem, dá pra imaginar, hehe!

Número 7 está presa em um convento, num orfanato, enquanto sua Cepan parece cada vez mais distante (essa parte do livro é que ficou um bocadinho chata, mas melhora) e John está cruzando o país com Seis e Sam, sendo perseguido pelo FBI e pelos mogadorianos (essa é massa, hehe). Desta vez todos usam mais os legados, mas devo confessar: pra mim nesse livro eles são totalmente X-men!! Número 6 é a Tempestade com mistura do Noturno (só a parte de ficar invisível), o Jonh - Deus me perdoe - é a Jean grey...rsrsrs

Nests livro Sarah me incomoda...sou mil vezes a número Seis agora!! Ela é o máximo! (talvez porque a Tempestade é minha Xmen favorita??) 

De seu lado, Sete percebe que está sendo perseguida dentro do convento e fica em pânico tentando avisar sua cepan...aí começa a ficar bem interessante mesmo...O livro inteiro estão fugindo e lutando e é bem mais violento que o primeiro livro...tem mais cenas tristes e muito mais cenas de segredos revelados! O__O

Muito bom mesmo!

Agora estou aflita pelo terceiro livro...u.u Lança logo, Intrinsecaaaaaa!!!! 

Zack: Não sei para que tanto estardalhaço...quer dizer, eu sou todos esses números aí juntos...¬¬

Jessi: E tem mais ego que todos eles juntos!

Zack: Bom, tenho todos os motivos, né? Se dependesse só de mim, Lórien estaria a salvo! =D

Jessi: Ou seca...

Leia Mais ►

Conto de natal da Jessi! conto 21

domingo, 25 de dezembro de 2011

Aaah, eu não podia deixar de colocar um aqui, né?? Desculpem o atraso!! ^^

E claro, um cartãozinhoque Zack e Jessi fizeram questão de colocar:


O conto! =)


Conto 21 – personagens Zack e Jessi do livro “a Caçadora” de Vivianne Fair
Autora: Vivianne Fair
O natal (sacrifício) de Jessi



Ok. Estou um pouco frustrada. O que dar pra alguém que já viu, viveu e teve tudo? Para as otakus é fácil comprar presente de natal (difícil é descobrir que anime elas ainda não viram), para Bobby, tranquilo; é só comprar qualquer jogo novo que acabou de ser lançado e como ele anda meio pobre ultimamente, meu querido nerd só fala nele.

Sim, sei que também estou meio pobre ultimamente, mas deixa sair o décimo terceiro do Conselho...

Bem, meu maior problema é que, esse ano, não sei mesmo o que dar para Zack de presente de natal. Ano passado dei a ele uma foto minha emoldurada babando no travesseiro. Sim, eu me senti um pouco humilhada, mas aquele vampiro bobo ficou tão feliz... Este ano ele me pareceu um pouco chateado. Recusou-se a participar da ceia – certo, eu sei que ele só se alimenta de sangue, mas desta vez que o convidei ele disse:

– Que legal! E o que vai ser servido? Você?

Dá pra ver que toda essa acidez é fruto de alguma coisa que eu ainda não sei o que é.

Resolvi buscar conselho com o padre Marconi. Ele ao menos sabe quem Zack é, e vive dando broncas nele por causa de seu mau-comportamento (ao contrário de mim o padre não desiste nunca). A igreja estava bem ornamentada, já arrumada para a missa do galo que ocorreria mais tarde. E sim, deixei os presentes para a última hora. Não sei, é mais adrenalina, eu acho. Não há nada que faça você se sentir mais viva do que se atracar com uma mulher de 1,80 de altura –  pelo mesmo de largura –  por ter furado a fila.

E vai por mim, eu gosto muito mesmo de me sentir viva todos os dias.

O padre abriu um largo sorriso ao me ver, ao mesmo tempo que ergueu um semblante preocupado.

–  Jessi, querida filha! Não há nada errado com Zack, há?

–  Vou te dar a chance de reformular a frase.

–  Hum, certo...er... não há nada que Zack tenha aprontado com você esses últimos dias...

–  Quer reformular outra vez?

– ...que seja muito grave?

– Bem, nesse caso... não. É só que... bom, eu queria comprar um presente pra ele, sabe, mas não sei o que dar.

Ele deu um suspiro cansado.

– Com o aniversariante ninguém se incomoda, não é? Presentes são o de menos, querida Jéssica...

– Olha eu sei... por favor, não faz eu me sentir culpada porque já me confessei ontem e o senhor sabe! É só uma questão de lembrança... de agradar quem a gente gosta. E Zack anda tão meio... sei lá... vampiro demais para o meu gosto ultimamente...

– Perdão?

– Ah, meio seco, misterioso, mal-humorado... tenho duas blusas novinhas intactas faz uma semana e ele nem desfiou. Será que está doente? Vampiros ficam doentes? Deve ser uma gripe mortal – rá rá...tá, eu sei, não foi engraçado.

Ele tentou forçar um sorriso para não me deixar sem graça, mas já era tarde demais.

– Talvez essa época do ano seja um pouco difícil para ele, filha. Zack não tem família...

Por favor, que ninguém aqui faça a piadinha do hidrogênio.

– Acha que ele está se sentindo sozinho? – interrompi, enfurecida – ele me perturba todos os dias e justo no natal vai bancar a vítima? Aah, pelo amor de...

– Jéssica, querida filha, escute... –  padre Marconi me deu tapinhas no ombro, tentando me impedir de implodir na igreja e emporcalhar o altar –  será que Zack não está apenas pensando em tudo o que perdeu? Em tudo o que já passou? Natal é uma época de reflexão...

Será que Zack teria uma memória tão boa assim?

Claro que teria. Ele simplesmente é melhor do que eu em tudo, até na memória. Cretino.

– Sabe, filha, as pessoas com o passar do tempo esqueceram o espírito do natal. Hoje em dia é presente, ceia, comércio. Ninguém percebe que o verdadeiro sentido de presentear é que fazendo assim você deixa uma pessoa feliz, seja quem for. Só que uma simples lembrança, um abraço, um telefonema, pode mover montanhas. Por que, ao invés de comprar um presente para Zack, você não faz algum tipo de sacrifício por ele? Algo que o faça sentir-se amado neste dia tão especial...

– Bom, ele me faz viver meu próprio martírio todos os dias...

O padre Marconi sorriu, deu outro tapinha em meu ombro e se levantou. Enquanto o observava arrumando o presépio, fiquei perdida em pensamentos. Um sacrifício por Zack? Quer dizer, mais um? Quantos sacrifícios diários sou obrigada a fazer por esse doido todos os dias? Bem, certo... talvez seja mesmo complicado passar por tantas centenas de natais sozinho...talvez nem mesmo com as mesmas pessoas... será que é por isso que ele não quer passar o natal comigo? Por que talvez um dia nós nunca mais... oh, nossa.

Dei um suspiro longo e padre Marconi me deu um sorriso.

– Sabe, filha, para mim o que deixou os pais do Menino felizes não foram os presentes que recebeu dos reis magos...mas a atenção e amor que eles dedicaram ao ir até lá entregá-los para homenagear a Criança.

Saí de lá já sabendo o que fazer. De uma certa forma, admito, isso me cortaria o coração, mas sei que deixaria Zack muito feliz...seria um sacrifício e tanto.

Corri até meu quarto na universidade, me preparei totalmente, me vesti de acordo, e preparei a mochila. Eram muitas coisas e bem pesadas... e, claro, não poderia esquecer do essencial: os fósforos.

Quando cheguei à igreja para a missa do Galo, não entrei. Na verdade eu a contornei e encontrei Zack no lugar de sempre, perto dos vitrais. Sei que ele não entraria porque senão iria virar churrasquinho na noite mais bela do ano.

– Feliz natal, Zack.

– Hein? Ué... feliz natal, Jessi. Vai assistir a missa aqui fora? Tem certeza? Vão ser quase duas horas de você sentada com sua meia-calça favorita aqui na grama.

Argh.

– É... bom, vou fazer o sacrifício.

Ele ergueu uma sobrancelha, mas não disse nada. Sentou-se ao meu lado na grama, embaixo de uma árvore. Só de estar ali ao lado do meu vampiro favorito e tão cheiroso quase valeu a pena rasgar minha meia-calça novinha. Bom, quase, porque do jeito que gastei esse ano vai demorar até eu comprar uma nova.

Assistimos a missa em silêncio. Zack parecia reflexivo até demais; chegava a me irritar.  Eu não consigo refletir tanto assim a não ser que esteja na frente de um espelho.

Rá rá. Essa foi tão horrível que nem tenho coragem de pronunciar em voz alta.

Quando a missa terminou, Zack deu de ombros.

– Obrigado pela companhia. Mas acho bom você voltar para os seus amigos.

– São seus amigos também.

– É, mas por quanto tempo...?

– Zack – comecei a me irritar. Onde já se viu emozice no natal? – As coisas passam. Tudo na vida passa – quer dizer, só você que não – então é sua escolha lamentar pelo que você ainda vai perder ou aproveitar enquanto elas ainda estão com você.

Ele ficou mudo por alguns instantes, mas deu de ombros.

– Você não pode entender como é...

– Eu sei que não posso. Mas quer deixar a vida passar enquanto você está morto e também morrer por dentro?

Ele deu um sorriso discreto.

– Você é completamente louca. E por incrível que pareça, faz sentido. Ou então estou ficando louco também.

– Na verdade, você me deixou assim primeiro. Mas olha, tenho um presente pra você.

– Ah... besteira gastar mais dinheiro, Jessi.

– Na verdade, não gastei nada. Bom, vou ter que acabar gastando, já que...

Não concluí o pensamento. Apenas tirei da minha mochila os meus volumes de Crepúsculo edição luxo encadernada junto com todos – bem, a maioria – os meus pôsteres do Edward.

– O q...! Que afronta é essa, Jessi? Primeiro me toca profundamente na noite de natal e aí estraga tudo com...

– Cala a boca, caçado. Aww, eu te toquei mesmo? Ah, finalmente meu excesso de palavras serviu para alguma coisa.

Coloquei todos os meus livros queridos em uma pilha enquanto Zack torcia o nariz indignado.

– Bom... este é meu presente pra você. Tome. E essa vai ser a ÚNICA, ÚNICA vez na história em que isso vai acontecer.

Estendi minha caixa de fósforos e respirei fundo.

– Você... – os olhos dele se iluminaram – você realmente vai me deixar deliberadamente fazer isso?

Meus queridos fãs de Crepúsculo, por favor me perdoem! Por favor, para vocês verem o tamanho do sacrifício que podemos fazer por alguém que amamos.

Quando eu estava prestes a fazer um discurso sobre ‘viu que legal o que eu estava disposta a fazer por você? Agora deixa eu guardar os livros na mochila de novo, afinal o que vale é a intenção’ percebi que não só Zack já havia feito uma fogueira de São João – época errada – com eles, como ainda dançava em volta como se fosse uma dança de guerra ou coisa do gênero.

Depois de uns quinze minutos – sério, ele deixou meus livros queridos queimarem até às cinzas pra ver se eu não mudava de ideia – ele parou e me abraçou muito forte.

– Jessi, nunca pensei que você seria capaz de fazer isso por mim. Eu sei que vai comprar tudo de novo, mas do jeito que está sem dinheiro isso vai demorar um tempão... e nossa, nem compensa o presente besta que comprei pra você. Esse seu sacrifício foi... foi... nossa, nunca ninguém fez algo assim por mim.

Nem nunca mais vai fazer. Meus livrinhos! Aai, que dó, que dó, que dó!!!

– Ah, você comprou mesmo um presente pra mim? – cortei quando percebi que talvez eu ganharia algo naquele sacrifício todo. Tá, eu sei que é errado, mas você já viu uma coleção que você sofreu pra comprar destruída até não existir mais nada dela??

– Está vendo aquela Ferrari ali estacionada?

– SIM!!

– Então, comprei um vestido daquela cor.

Claro que ele não ia perder a chance de me zoar nem na época do natal.

– Bom, espero que tenha sido de bom gosto então. Vou parecer uma batata, aposto.

– Sei lá. É um tal de Dior. Então, mudei de ideia! Vamos à ceia? Prometo não morder ninguém na festa. Até à meia noite, pelo menos.

– UM DIOR? VOCÊ COMPROU UM DIOR PRA MIM?

– Ei, olha as cordas vocais! O padre Marconi vai nos chutar aqui por perturbar a paz do presépio.

– MAS UM DIOR? AIMEUDEUSUMDIOR!

– É, eu sabia que talvez você gostasse...mas depois desse gesto tão lindo... me sinto idiota!

– Pela primeira vez na vida que você não está agindo como um idiota você se sente um idiota? AI, É UM DIOR! Vamos pra ceia! Vamos lá para o meu quarto! Todo mundo deve estar esperando a gente já!

Ele me deu o braço sorrindo e caminhamos à luz das estrelas. Zack parecia mudado. Seu sorriso se manteve por todo o caminho e só por ver isso já sentia que o sacrifício não tinha sido tão grande assim. Afinal, ver toda aquela felicidade em alguém que tinha desistido até de si mesmo por tanto tempo era tocante.

Lembrei das palavras do padre: “o que deixou os pais do Menino felizes não foram os presentes que recebeu dos reis magos...mas a atenção e amor que eles dedicaram ao ir até lá entregá-los para homenagear a Criança”. Então podia ser que Zack não estivesse feliz só por ter queimado até às cinzas a coleção de luxo de Crepúsculo – junto com os pôsteres – mas sim o fato de eu ter permitido isso para deixá-lo feliz...eu, Jessi, ferrenha protetora dos vampiros que brilham...bem, certo, essa parte eu concordo que não é tão legal assim.

Zack parecia quase emocionado. Seus olhos pareciam marejados embora eu nunca tenha visto meu caçado chorar. Confesso que também estava difícil conter as lágrimas.

Lembrar o que estava me aguardando em casa...

UM DIOR!

Isso é que noite feliz...



Vivianne Fair
 

Acho que valeu a pena, né?? hehehe!! 

Pra quem quiser fazer o download do conto, aqui!


Pra quem quiser acompanhar os outros: 

Todos os contos até 13 aqui!! Clique em 'download comum'

conto 14 ( o natal de Zack)


Desculpem o atraso, mas ainda é natal, né?? Então um santo, lindo e maravilhoso natal para todos!! Amo todos vocês que vem deixar aqui seus recadinhos, comentários, seus emails, vocês são o máximo!!  Muito obrigada por tudo! =) 

Beijos!!
 

   
Leia Mais ►

Como navegar em uma tempestade de dragão

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Esse livro acho que foi o mais violento! 

Como Navegar Em Uma Tempestade De Dragão - Livro 7 - Cressida Crowell - editora: Intrinseca

sinopse: Em sua sétima aventura, Soluço terá exatos três meses, cinco dias e seis horas para descobrir a América, encontrar o caminho de volta a Berk, salvar o pai, derrotar as Serpentes-polares e ainda vencer a Competição Amistosa de Nado Intertribal. Será que ele vai conseguir? O relógio está correndo. Com aventura, ação, muito humor e ilustrações divertidíssimas, a receita do sucesso de Como treinar o seu dragão é seguida à risca no novo livro da série. Crianças, jovens e adultos que já conhecem Soluço e o dragão Banguela não vão querer perder essa nova história.



Todo mundo sabe que sou terrivelmente apaixonada por essa série, não é? Então, as aventuras de Soluço continuam e é a única série que eu não quero que acabe! Você pode ficar tranquilo, afinal cada livro é uma aventura que fecha...às vezes tem algo para o próximo livro, mas é raramente. Claro que acompanhar desde o começo vale mais a pena! Outra coisa: é um livro infantil! Então já viu, né? rsrs 

Soluço desta vez é obrigado, junto com Camicazi e Perna-de-peixe, a participar de uma competição a nado. Mas é uma competição de nado Viking, então não é lá muito normal, ou seja, ganha quem chegar por último! Simples: quem ficar mais tempo e der uma volta maior no mar gelado e infestado de dragões e tubarões demorando para chegar vence! Assassino, o inimigo da tribo já está cheio de artimanhas e logo no começo da competição já apronta! Soluço já enfrenta um problemão logo no começo e acaba sendo sequestrado por um antigo inimigo seu...não, não vou revelar  quem é! =)

Forçado a embarcar no navio junto com seus amigos, Soluço ajuda os seus raptores a encontrar a América, para assim manter-se vivo e bem! Só que será que ele chega lá mesmo? Afinal, o que a história nos conta é verdadeiro? Ohhh...

Não posso revelar mais que isso, mas posso dizer que esse livro é um pouco mais violento que os anteriores - claro que é infanto-juvenil, então não se desespere, hehe! 

Jessi: Não cheguei a ficar com medo, tá? Mas fiquei um pouquinho assustada com os rumos dos acontecimentos...como é que Soluço consegue se meter em tantas encrencas?? 

Zack: Não sei... me diz você?

Jessi: Eu não me meto em encrencas! Você é que me mete em encrencas!

Zack: Eu, você...tanto faz! Você só me usa como desculpa.

Jessi: Sem você minha vida ia ser um tédio, admito! =)

Beijoos!



Leia Mais ►

Caçadora volume 3 - temporada de caça

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

O momento que todos os fãs de Zack esperavam...o livro 3, final da primeira trilogia! 
post fixo!

Capa do terceiro livro!


capa antiga (essa é só comigo):



Capa de trás:


Dante abriu um sorriso sinistro – especialmente sinistro por causa dos dentes afiados.

– Mas não se preocupe, querida Jéssica. Não vou simplesmente matá-la. Vou drenar você, mas depois fazer com que beba meu sangue. Vou torná-la uma de nós.

– Ah, que alívio. Achei que ia passar sem a maldição eterna.

– Você tem um contingente de sarcasmo inesgotável. Será que durará por toda a eternidade? 

– Não sei... você sempre foi cínico assim ou o vampirismo deixou-o desse jeito para sempre?

Dante puxou os lábios e arreganhou os dentes com o olhar emitindo uma cólera extrema. Eu nunca aprendo a ficar de boca fechada.

Infelizmente para mim, Dante também não.



Orelhas:

E agora querem viver felizes para sempre? Ah, não vai ser fácil!

Uma caçadora e um vampiro juntos? É, nem todo mundo está contente com o romance de Jéssica e Zack. Nem o Conselho – que enfim se toca dos dois! – nem os antigos bebedores de sangue.
Dante é um dos insatisfeitos e lidera vampiros rebeldes que querem Zack de volta no comando do clã. E aí sobra para Jessi fugir desses gelados enquanto atura seu querido caçado que fica tirando sarro dela o tempo todo.
Conseguirá Zack lidar com a insurreição de seus súditos? E Jessi, conseguirá se manter linda e arrumada enquanto enrola no trabalho como nunca? Mesmo brigando como gato e rato, os dois só pensam em ficar juntos. Mas dessa vez, a transformação de um dos dois deverá acontecer.
A Caçadora – Temporada de Caça fecha a trilogia A Caçadora, de Vivianne Fair, autora que conquistou fãs pelas suas divertidas comédias românticas cheias de referências à cultura pop.


                                     Como adquirir?                                                                     



O valor do livro 2 é $43,90 (frete incluso)
1- Comigo! Depósito ou transferência - No caso é só mandar um email pra mim!! vivi.fantasy@gmail.com

2 - Caso queira comprar pelo cartão de crédito ou boleto, aqui está o direcionamento!
Quant.:
  
 Frete Grátis
3 - Pela editora Draco em ebook pela Amazon ou pela Kobo por apenas $24,90!




Beijos a todos!!

Jessi: Aai, eu queria taaanto contar como vai ser o final...tanto tanto, tanto...

Zack: Eu conto! É assim,um disco voador aparece e sequestra a Jessi, porque eles a confundem com um deles. Então eu chego, chuto algumas bundas e caímos dentro de um lago de lava fervente...Jessi fica suuper parecida com aquele cara de Star Wars, o Darth Vader...mas eu não, porque sou lindo e...

Jessi: PODE PARAR. Gente, não acreditem nesse doido!! É claro que a Vivi jamais colocaria algo ass...aliens? Está dizendo que sou parecida com um alien??

Zack: Eu disse que eles é que te confundem...tá reclamando do quê? Nem contei o final!! 

Jessi: Vamos parar por aqui por vista de problemas técnicos...eu quebrando a cara do Zack!


Leia Mais ►

Agentes literários!

Bom, gente, muita gente me faz várias perguntas sobre como publicar, etc. Então, além de colocar dicas aqui, acho que podia falar um pouquinho do serviço de um agente literário! 

O serviço de um agente literário não é muito conhecido, mas é bem útil. Você acabou seu livro, mandou pra diversas editoras, mas até agora nada. O que fazer? Bom... você pode optar por contratar um. Eu tenho uma agente sim, minha queridíssima Alexandra da editora Lexia, mas existem muitos agentes por aí que são doidos para colocar as mãos em um futuro best seller! E se for o seu?? ;D
Também não quer dizer que o agente vai querer escolher seu livro. Se ele achar que tem potencial, vai investir nele, por que não? 

Então o agente acerta com você se o procedimento é pago, se vai ser pago somente se conseguir uma editora pra você, e daí cobrar uma porcentagem dos seus pagamentos ou coisas assim. É garantia que você vai conseguir publicar? Não! O agente funciona como espécie de mediador...você é que vê se realmente quer arriscar, mas a figura dele pode aproximá-lo de uma futura editora...

Se conhecer outros agentes ou se for um, me avise que coloco seu contato aqui! No caso conheço umas:

Aah, um site que faz você entrar em contato com muitos editores (mas é pago!) é a Mesa do editor!

Boa sorte e nunca mesmo desista de seus sonhos!
Leia Mais ►

Círculo secreto - a iniciação

  Bem, me surpreendeu, mas...

sinopse: "A história começa quando Cassie se muda da Califórnia para New Salem, depois de passar as férias em Cape Cod, e começa a se sentir estranhamente atraída pelo grupo de jovens que domina sua nova escola. Cassie logo é iniciada no Círculo Secreto, uma irmandade de bruxas que controla a cidade há séculos, numa aventura ao mesmo tempo fascinante e mortal. Ao se apaixonar pelo sombrio Adam, será preciso escolher entre resistir à tentação ou lutar contra forças obscuras para conseguir o que deseja - mesmo que um simples passo em falso possa significar a sua destruição." 






Bem, devo admitir que fiquei com medo de não gostar do livro...afinal, não é segredo que não gosto nem um pouco da série "Diários do vampiro" ( os livros, porque quero assistir a série de TV!). Já peguei o livro meio com o pé atrás...então fiquei feliz de ver que não era ruim. 
Cassie chega em uma cidade nova - hehe, típico - e ajuda um garoto e a escapar de seus perseguidores. Ele deixa uma pedra com ela de lembrança e Cassie não consegue parar de pensar nele. Quando acaba tendo que se mudar para New Salem, acaba topando com um grupo de garotos populares...e extremamente malvados. Acaba arrumando encrenca com a garota mais popular da escola, e a mais malvada - lógico...a escola inteira a rejeita e a maltrata. cassie passa páginas só sofrendo. Quando descobrem que Cassie mora na casa da avó, acabam por tentar colocá-la na iniciação..para torná-la uma deles.

Cassie faz amizade com a líder do grupo, e embora esta relute em aceitar Cassie no grupo, acaba aceitando por causa da falta no número correto de membros. O livro traz suspense, romance, curiosidade, é bem legal nesse aspecto e, pra variar, a autora deixa uma personagem principal que meio deixa a desejar. O bom é que não é ruim, e você vê os personagens se desenvolvendo aos pouco, mostrando que é uma introdução para o que vem aí. Não sei bem quantas estrelinhas deixar pra este livro, porque embora me agrade em alguns aspectos, me incomoda em outros...é interessante, traz um suspense legal, e embora seja uma coisa estilo: 'já vi isso em algum lugar' , traz muita coisa nova, sobre magia e bruxaria. Não é minha praia, mas é interessante. 

O problema maior mesmo foi o final...pra variar, não termina, e é isso que me irrita na autora, sério...você tem que comprar o próximo volume pra saber...termina de um jeito que você diz: "essa não, e agora?? O que vai acontecer??" Eu gosto quando finaliza de um jeito satisfatório e você não fica incomodado em esperar tanto... =/ Talvez seja melhor esperarem os livros saírem mais um pouco e não ficar se coçando pra saber..rs

Zack: Esconde esse livro da Jessi! Vai que ela tenta fazer alguma bruxaria e me amarrar?

Jessi: *revira os olhos* Sério mesmo que você acha que preciso tanto?

Zack: Bem, com tanta mulher linda por aí e eu podendo ficar com qualquer uma, você sabe que escolhi você...deve ter mandinga aí!

Jessi: Em primeiro lugar, isso foi um elogio? Em segundo: mandinga?? Quem fala isso ainda?? 
Leia Mais ►

O céu está em todo lugar

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Triste, profundo, deprê, mas belo...

O céu está em todo lugar - autora: Jandy Nelson - editora: Novo Conceito

sinopse: "Este é um livro de estreia vibrante, profundamente romântico e imperdível. Lennie Walker, de dezessete anos de idade, gasta seu tempo de forma segura e feliz às sombras de sua irmã mais velha, Bailey. Mas quando Bailey morre abruptamente, Lennie é catapultada para o centro do palco de sua própria vida - e, apesar de sua inexistente história com os meninos, inesperadamente se encontra lutando para equilibrar dois. Toby era o namorado de Bailey, cujos sentimentos de tristeza Lennie também sente. Joe é o garoto novo da cidade, com um sorriso quase mágico. Um garoto a tira da tristeza, o outro se consola com ela. Mas os dois não podem colidir sem que o mundo de Lennie exploda..."

Antes eu tenho que agradecer muuito a Novo Conceito, porque a caixinha onde esse livro veio é simplesmente linda! Amei a capa, os detalhes, até a textura do livro! Muito obrigada, amei!

Bem, falando no livro, vamos lá! Lennie é uma garota que vivia à sombra da irmã... ela a admirava, amava, e em tudo queria ser como ela...só que Bailey sofre uma morte repentina. Não foi nada horrível como assassinato, mas uma morte inesperada. Bailey tem dificuldade de aceitar. Se fecha em seu mundo, vive deprimida; seus avós tomam conta dela, mas não conseguem fazer a menina se abrir. Toby, ex-namorado de Bailey, se junta à ela em sua tristeza, e ambos sentem uma paixão arrebatadora um pelo outro, mas sentem-se deprimidos ainda mais quando acontecem beijos e abraços. Mas não conseguem se largar...é uma relação muito estranha, algo como se um alimentasse a dor do outro...


Joe entra na vida de Lennie como um raio de sol. É lindo, em tudo é alegre, ela se sente muito bem estando com ele...mas sente que não tem esse direito. Ela acha que a irmã é que devia estar sentindo tudo isso. 


Lennie vai deixando seus pensamentos pelo caminho...poesias, partes da vida dela com Bailey, diálogos...tudo em partes de árvore, guardanapos, pedaços de partitura... Tem muitas páginas no livro que são fotos dessas coisas e são adoráveis! ^^ 

Só que ela não consegue se desligar de Toby...e é claro que uma hora tanto Joe quanto Toby se cruzam...


Apesar do livro ser em maior parte Lennie se lamentando pela morte da irmã e tudo girando ao redor disso, mostra aos poucos um exemplo de superação aos poucos. Mostra em como a morte de alguém querido machuca, mas pode ser superada com a ajuda dos outros ao redor. O final é lindo e perfeito!! 


É um livro muito bonito, com exemplos de superação, e embora tenha muita depressão no meio do livro, o final compensa tudo! Amei e recomendo! =D


Zack: Pelo amor de Deus, ninguém empresta esse livro pra Jessi! Do jeito que ela é maria-mole, vai se derreter de chorar e não tenha lenço que dure!


Jessi: Aah, isso...isso foi tão cruel, Zack..eu não... *sob* *sniff* sou assim não, s-s-seu bob-bobo...


Zack: Ai, não, você está chorando?? Não, não foi isso que... eu só tava brincando, Jessi! Aah, não faz isso, eu...


Jessi: Há! Te peguei, seu trouxa!


Zack: Agora sim vou te fazer chorar, sua...


Jessi: Peguei o Zack! Peguei o Zack! Peguei o...ai, larga meu livro do Crepúsculo, seu...!!!  





Leia Mais ►

Crepúsculo Graphic novel

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Nossa...você até pode não gostar tanto de Crepúsculo, mas a qualidade gráfica, os desenhos, e o modo de roteiro está perfeito!!

Crepúsculo graphic novel volume 2 - autora: Stephenie Meyer- desenhos Young Kim - editora intrínseca

sinopse: "este Graphic novel que traz o desfecho do primeiro volume da Saga Crepúsculo, um item obrigatório na estante de todo colecionador. Ilustrado pela artista coreana Young Kim e com a atenta revisão de Stephenie Meyer, o livro possui uma qualidade rara: consegue mostrar a visão que a própria autora tem de sua obra original em um ambiente que, para ela, é inteiramente novo — com imagens."





Pra quem não viu a resenha do primeiro volume, clique aqui! Então, gente, esse segundo volume é a continuação da saga do livro 1, na verdade, e continua simplesmente maravilhosa! E olha que vindo de mim, é um grande elogio, porque sou meio como Zack, adoro trollar Crepúsculo (Jessi e Camis, me perdoem! XD). Mas sinceramente, os desenhos contidos nesse volume são tão lindos quanto o primeiro e neste você vê ainda mais personagens! Sem contar que achei os personagens do volume ainda mais lindos que os do filme, desculpem...rsrs

Quer ver só algumas imagens?? Olha que lindo!!

 


Babou??? Pois é...e a Intrinseca fez um ótimo trabalho nela! Está com uma qualidade impecável, papel couché, capa brilhante....aah, e olha que legal: junto com o primeiro volume faz o quadro (imagem 'pegada' do blog da Camis! ;D  Obrigada, Camila! =D


Sou suspeita pra falar, eu amo mangá coreano...

E quanto a Zack, não se preocupem! Ele está bem trancadinho no armári....espera....Jessi, pra onde ele foi???
Leia Mais ►

noite de autógrafos em São Paulo!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Estou mega atrasada nas postagens, né? Mas é que estou estudando muito, sabe? Então já viu...acabou minha vida por uns dois meses! 

Mas como não podia deixar de ser, tenho que postar as fotos da noite de autógrafos!!
Cheguei na terça feira debaixo de chuva e fiquei hospedada na casa da Camis! =D Nem precisa dizer que ficamos conversando até tarde (demorei um tempão para recuperar as noites de sono, hehe!) e no dia seguinte quando ela foi trabalhar, fui bater perna na 25 de março! =D Sim, à noite fui para a noite de autógrafos...deu pra perceber que estava um pouco cansada, né?
Então! Foi muuuito divertido mesmo! O pessoal chegou cedo, por volta de 19 e pouco e ficamos até sermos todos expulsos - literalmente, a segurança nos avisou que tínhamos um minuto pra sair....quase perguntei: "senão...?"

Agradeço a todos que foram, e muuuito obrigada pelo carinho, viu? Com certeza foi muito divertido! Aah, como não podia deixar de colocar...as fotos, né?
eu e lea

eu e zackzinho! (é um taeyang, bonequinho japa)

camis falando do livro "Quem precisa de heróis?"
Camis não gosta muito de tirar foto..hehe

olha a galera reunida! =D

vivi e lyoko!

vivi e andré! ^^





















definitivamente, Camis não gosta de fotos! ;D

vivi e kah! ^^




até que a mesa ficou bonitinha! ^^
pareço tão santinha! =)
esquertejando Zack...nooooo!!! *__*
A trupe!
Ronaldo e parte da galera!
vivi e mel! =D








































































vivi e kah























Viram como eu estava chique? Sabe o que é? É porque lá na bienal aquelas autoras americanas vieram chiques e com uns vestidos muito esquisitos! Então resolvi ir chique (só). Só preciso de um segurança para o próximo dia de autógrafos...aliás, dois. Um para empurrar as pessoas que estão na frente gritando "com licença, com licença!" e outro pra falar no walkie talkie! heuehe.... PS: já repararam que apesar de Camila não gostar de sair nas fotos, ela ficou lá em quase todas?? Desculpa, camis!! hehehe Obrigada também pela Kah que me enviou um monte de fotos, viu??

Vou começar a postar com mais frequência, então aguardem uma enxurrada de posts pra próxima semana, incluindo tirinha e promos!! =D 
Beijoos!!
Leia Mais ►
Tecnologia do Blogger.