Como mudar uma história de Dragão

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Melhor série infantil ever!! *__*

Como mudar uma história de dragão - autora: Cressida Crowell - ed. Intrinseca

sinopse: "Alguém roubou o Ovo de Fogo e agora o vulcão na Ilha do Vulcão está ativo e os tremores estão chocando os ovos dos dragões Exterminadores! Conseguirá Soluço devolver o Ovo de Fogo ao Vulcão, parar a erupção E salvar a Ilha de Berk de ser varrida do mapa pelas terríveis espada-garras dos Exterminadores? Quinto livro da série que virou filme "Como Treinar O Seu Dragão"."





Olha, pra quem tem alguma dúvida sobre qual a melhor série infantil que já li....para tudo! É essa!! 
Tá, eu sei que puxo muito o saco do Soluço e do Banguela...tenho o filme edição especial, meus livrinhos são guardados na estante com carinho... mas como não se apaixonar?? Pra quem quiser acompanhar a história, eis aqui a resenhas do: Como treinar seu dragão, Como ser um pirataComo falar dragonês, Como quebrar a maldição de um dragão.

Esse é o tipo de série que não quero que acabe nunca!!
Bom, vamos à história, né? Desta vez, Soluço se vê num novo problema (novidade) e vai com o professor e outros alunos pastorear renas. Mas por mais que Soluço tente fazer seu professor cabeça-dura ver que tem algo errado ali, acaba que todos se metem numa encrenca daquelas. Eles são resgatados por um herói legendário, que por causa de seus grandes feitos, o pai de Soluço o contrata para ser o guarda-costas do garoto. Mas como raios tanta coisa ruim começa a acontecer com Soluço?? 

A ilha de Berk está ameaçada, mas os vikings só pensam em besteira, como enfrentar um vulcão em erupção (oi?) e guerrear com milhares de milhares de ovos de um dragão extremamente perigoso que estão para eclodir... Pra variar, quem vai ter que salvar a situação?? Exato, Soluço, Banguela, Perna de peixe e companhia...

O legal das histórias da Crowell é que tudo parece extremamente verossímel e você pensa: mas peraí, ele está totalmente cercado!! O plano falhou!! Eles estão perto de morrer!! Aí a autora dá uma explicação que parece muito razoável, mas se você parar pra pensar não tem tanto sentido! Você se acaba de rir e pensa: Aaah, tá, ainda bem que é assim...né?

Essa história mesclou partes tristes e muito engraçadas...Como smepre, recomendo muuito mesmo essa série!! 


Zack: Jessi, eu quero ter um dragão.


Jessi: Deus me livre! Até com um peixinho dourado você seria perigoso, Zack. 


Zack: Mas eu podia ensiná-lo a caçar! Imagina, nem teria que roubar sangue!


Jessi: Para de falar bobagem!!


Zack: Hum, tem razão...ele acabaria por furar minha vítima e o sangue ia escorrer todo até chegar. Ainda bem que você abriu meus olhos.


Jessi: Estou começando a achar que sangue tem um certo teor de alcool...






   
Leia Mais ►

Promoção Nikki da Meg Cabot - encerrada!

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Não é segredo para ninguém que sou louca por essa trilogia! Mas olha que legal - a galera record vai sortear os 2 primeiros livros da trilogia aqui no site!!

Ai!! *suspira* Para ler as resenhas de ambos é só clicar aqui:
Sendo Nikki


Show, né?? O vencedor vai levar os dois livros pra casa!!

                         Como participar?                                  

Super simples! Siga as regrinhas abaixo e boa sorte!!

1- Ser seguidor do blog; só clicar na caixinha ao lado, onde diz "seguidores" - basta ter uma conta no yahoo, gmail ou twitter! clique em 'seguir publicamente' e pronto!

2- Fazer um comentário nesse post dizendo: "É difícil ser uma supermodelo!"

3- Preencher o google docs aqui abaixo!! Só pode preencher mais de uma vez se for com link de divulgação!! Ò_ó Senão Cancelo mesmo!!

4- Se for divulgar no twitter, a promo é válida a cada 1 hora de distância de um comentário pra outro, tá? Poste o link que diz "seconds ago" logo abaixo do seu comentário! Poste isso aqui:

  Caramba!! Sorteio dos dois livros da Nikki da Meg Cabot da @editora_record no Recanto da chefa http://goo.gl/fb/LQxgC  

5- Se for divulgar em blogs, o banner é esse aqui!


Preencha o formulário abaixo ou clique aqui!






                         Quer ter mais chances?                                            

1- Se seguir a mim ou a Editora Record ou a Promo Record no twitter, pode preencher o formulário mais uma vez! 

2- Se seguir o Recanto da Chefa no skoob, pode preencher outra vez!

3- Se for sócio do fã-clube do zack - ponha o número de identificação com seu nome na parte que diz 'divulgação' e preencha outra vez o formulário!


                                  Resultado!                                                        
  
O resultado vai sair pelo random.org e vai ser postado aqui no blog! Começa hoje dia 29/06 e termina dia 14/07! Divulgue bastante e boa sorte!!!


São só 15 dias!! Corre!! rsrs
Leia Mais ►

Sendo Nikki

Ai, não acredito....

Sendo Nikki- continuação de cabeça de Vento - autora: Meg Cabot - editora: Galera Record

sinopse: "AS COISAS NÃO ESTÃO BEM PARA EMERSON WATTS. Em tinha certeza absoluta de que não havia nada pior do que ser uma nerd presa no corpo de uma supermodelo adolescente. Mas acontece que ela estava errada. De repente, Emerson descobre que Nikki tem uma mãe que está misteriosamente desaparecida, um irmão que surgiu na sua porta cobrando respostas, um ex-melhor amigo que pretende destruir a Stark Entreprises, e um admirador britânico não tão secreto que está no topo das paradas de sucesso com uma música escrita para ela. Como Em pode equilibrar todos esses problemas e ainda lidar com a escola e os desfiles e sessões de foto? MAS NINGUÉM DISSE QUE ELA SE DARIA BEM SENDO NIKKI."

Ai, lembra quando eu disse que ia hiperventilar se a Record não lançasse logo os p´roximos dois volumes da trilogia?? Foi quase... aqui está a resenha do primeiro livro, Cabeça de Vento!
Tive que reler certas partes, porque não lembrava mais, mas depois de um tempo, ficou tranquilo. 
Relembrando: Emmerson sofreu um acidente e passaram o cérebro dela para o corpo de uma supermodelo. Tem agora que viver nas passarelas e aturando todo tipo de foto e assédio. 

Desta vez Em descobri porquê!! No começo é bem tranquilo, mas logo começam a aparecer pessoas e sumir pessoas...por exemplo, aparece um rapaz que se entitula irmão da Nikki - mas é um fofo! - e conta que a mãe deles está desaparecida. Como não podia deixar de ser a 'coitada' da Nikki arruma um monte de namorado, beija muito e é muito perseguida pelos fãs...

Uma personagem que me irritou profundamente desta vez foi a irmã da Em, que ficava tentando se aproveitar da fama da irmã e fazendo todo tipo de coisa pra aparecer, dizendo que estava fazendo isso pelos outros. Sério, é uma personagem chata pra caramba. Uma hora odeia a Em, na outra hora ama - quando faz o que ela quer; e Em justifica dizendo que é coisa de adolescente.

Cristopher, o cara por quem Em é verdadeiramente apaixonada volta com tudo neste livro, mas não posso contar, senão estraga! Muita tensão, garanto!

O chato foi a maneira como terminou, quer dizer, tenho que esperar agora loucamente pelo terceiro livro da série!! A Meg Cabot não devia ter terminado o livro naquela aflição horrível!! E agora?? Não vou contar, mas fiquei chateada sim...o livro não deixou de ser bom, lógico, mas fiquei frustrada!!agora tenho que esperar pelo runaway!!





Zack: Nooossa, Jessi, já pensou? Você ser apaixonada por um cara que não sabe que você está no corpo de alguém mais bonita que você?

Jessi: Hein?

Zack: Transplante de cérebro, lembra? Ah, claro, não funcionaria com você...


Jessi: Pois eu queria que a gente trocasse de cérebro!! Aí você saberia como é estar na minha pele!! 

Zack: Você não aguentaria o excesso de informações que tem no meu cérebro... ;) 
Leia Mais ►

Razão e sensibilidade e Monstros Marinhos

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Muito bom!!! Pelo menos para quem nunca leu Razão e Sensibilidade..rs

Razão e sensibilidade e Montros marinhos - Jane Auston e Ben H. Winters - ed. Intrinseca

sinopse: "Composto de 60% da obra de Jane Austen e 40% do humor e da aventura de Ben H. Winters, Razão e Sensibilidade e Monstros Marinhos funde o magistral retrato da Inglaterra da Regência - e seu provocante comentário social - às descrições ultraviolentas do embate entre humanos e bestas marinhas. Preservando a estrutura do romance original, inclusive muitas de suas linhas mais famosas, Winter introduz à trama o fenômeno da "Alteração", responsável pela revolta dos animais marinhos contra as criaturas da terra.
Nesta obra, as irmãs Dashwood são expulsas do lar em que passaram a infância e enviadas para viver na Ilha Pestilenta, local repleto de criaturas selvagens e segredos obscuros. Enquanto a sensata Elinor se apaixona por Edward Ferrars, sua romântica irmã Marianne é cortejada por dois pretendentes ao mesmo tempo: o vistoso Willoughby e o medonho coronel Brandon, parte homem, parte polvo.
Conseguirão as irmãs Dashwood triunfar sobre matriarcas intrometidas e patifes inescrupulosos e encontrar o verdadeiro amor? Ou se tornarão vítimas dos tentáculos que estão sempre a lhes agarrar os calcanhares?"

Olha, eu tenho que confessar uma coisa! Eu nunca li Razão e Sensibilidade! *tapa os ouvidos para os xingamentos lálálá* Então..continuando...eu posso falar desse livro como a primeira vez que leio a história! Para quem leu, aposto que riu muito! Pra quem não leu o original, como eu, não deve ter rido, mas isso não quer dizer que não tenha se divertido! Amei esse livro! Por quê? Porque as coisas mais inverossímeis possíveis pareciam simplesmente muito óbvias e verdadeiras. Por exemplo, eu lia as passagens e depois pensava: "Peraí...ele acabou de descrever que a senhora, mãe da menina, estava no seu esporte matinal de estripar salmões para se divertir?" Ou então...eles foram atacados por piratas e salvos por uma lula gigante??

O autor que mexeu na história de Jane Austen fez um trabalho maravilhoso!! Eu me sentia na história, haha! E ele não fugia dos diálogos, hábitos e detalhes da época. Enquanto um cara estava sendo esgoelado e morto pelo lado de fora da cúpula de vidro, por exemplo, os diálogos no interior eram diálogos e reações próprias da época...aí quando eu parava pra pensar eu ria! 

Claro, tem muito sangue e morte, mas não dá pra evitar rir às vezes. Digamos que é um humor negro de época e preciso confessar que me prendeu e me cativou! Aah, amo o coronel Brandon, apesar dele ter sofrido com a maldição de uma bruxa do mar (hein?) e ter tentáculos na cara...hahaha! Ele era de longe meu favorito!

Cada personagem tinha uma riqueza de detalhes perfeita e muito bem descrita. Não é só um humor pra sacanear o livro Razão e Sensibilidade como alguns podem pensar. Pra mim é como uma história à parte. E tem ação demais! Claro que às vezes fica cansativo, por misturar muitos detalhes, mas é bem recomendado...não muito para quem tem estômago fraco, hehe! 

Zack: Hum....tipo de livro que me abre o apetite!

Jessi: Ai, Zack, que nojo! Não sei como alguém pode gostar de coisas assim! Tripas, sangue, eca!

Zack: Mas você gosta de pessoas que gostam de coisas assim....

Jessi: Pura coincidência. É só eu não ver...

Zack: Claaaro...


 

Leia Mais ►

30 premios - nova vencedora

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Olá pessoal,
Na semana passada anunciamos as cinco sorteadas na Super Promoção dos Blogs Recanto da Chefa e Leitora Compulsiva, entretanto uma das vencedoras não informou seus dados dentro do prazo estabelecido.
Sendo assim, realizamos um novo sorteio!!!
E a sortuda da vez foi:

Image and video hosting by TinyPic




Parabéns, Isabella!!!
Por favor, mande seu endereço completo para leitoracompulsiva@gmail.com ou vivi.fantasy@gmail.com!!
Leia Mais ►

Promoção Rangers! - encerrada!

terça-feira, 21 de junho de 2011

Me amarro muito nessa série!! E a editora Fundamento está sorteando um livro aqui no blog, olha que legal!!!
Leia a resenha do livro aqui!! 



É bem fácil de participar e ganhar esse livro muito legal!

                         Como participar?                                  

Super simples! Siga as regrinhas abaixo e boa sorte!!

1- Ser seguidor do blog; só clicar na caixinha ao lado, onde diz "seguidores" - basta ter uma conta no yahoo, gmail ou twitter! clique em 'seguir publicamente' e pronto!

2- Fazer um comentário nesse post dizendo: "Aventura é comigo mesmo!"

3- Preencher o google docs aqui abaixo!! Só pode preencher mais de uma vez se for com link de divulgação!! Ò_ó Senão Cancelo mesmo!!

4- Se for divulgar no twitter, a promo é válida a cada 1 hora de distância de um comentário pra outro, tá? Poste o link que diz "seconds ago" logo abaixo do seu comentário! Poste isso aqui:

Quero muito ganhar a promo do livro Rangers na promo do Recanto da Chefa e da Fundamento! http://goo.gl/fb/DbESC  

5- Se for divulgar em blogs, o banner é esse aqui!


Preencha o form abaixo ou clique aqui!  







                         Quer ter mais chances?                                            

1- Se seguir a mim ou a Editora fundamento no twitter, pode preencher o formulário mais uma vez! 

2- Se seguir o Recanto da Chefa no skoob, pode preencher outra vez!

3- Se for sócia do fã-clube do zack - vide carteirinha lá embaixo do post - ponha o número de identificação com seu nome na parte que diz 'divulgação' e preencha outra vez o formulário!


                                  Resultado!                                                        
  
O resultado vai sair pelo random.org e vai ser postado aqui! Começa hoje dia 21/06 e termina dia 21/07! Divulgue bastante e boa sorte!!!


Beijooos!! *preparando próxima promo!*
Leia Mais ►

O Incêndio - a lenda dos guardiões

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Ótima sequência!!

O incêndio - autora: Kathryn Lasky - ed. Fundamento

sinopse:" Soren não compreendeu porque ele e seus amigos receberam a ingrata missão de levar Dewlap, a ex-mestra da Grande Árvore condenada por espionagem, a um retiro nos Reinos do Norte. Mas isso era apenas um disfarce para uma tarefa importantíssima: recrutar aliados, buscar armas e aprender novas técnicas para, mais uma vez, combater Os Puros, que continuam firmes em suas tentativas de dominar o mundo das corujas. Qualquer falha no plano resultaria em consequências desastrosas."




Bem, pra quem não acompanhou, as resenhas dos outros livos, aqui estão! Se quiserem ver as resenhas, acesse aqui para os três primeiros livros, aqui para o quarto livro, aqui para o quinto  e aqui para o filme!!


Sim, eu realmente gosto de séries infantis, mas daquelas que ensinam coisas boas, sabe? Não séries bobinhas! E essa não é exatamente voltada para o público infantil, por ter sangue, morte...mas é maravilhosa! Desta vez Soren vai receber uma nova ordem! Precisam levar Dewlap para um retiro, convocar forças aliadas para uma guerra contra os Puros e buscar armas. Mas é claro que coisas erradas acontecem na missão, né?? Senão como a história continua?

O grupo de amigos tem que se separar e cada capitulo conta como eles se viraram antes e depois de voltarem a se juntar. Soren o tempo todo se culpa por não ter um bom líder e algo acontece! Um dos amigos é sequestrado! Como se não bastasse, as forças que foram buscar não parecem muito interessadas e as armas...bem, não há como carregá-las sem as forças para ajudar não é mesmo??

 Novamente o livro tem uma lição linda de coragem, determinação e fé. Amizade, coragem,o livro é cheio de belas mensagens. Já encaro as corujinhas como se fossem reais!! Mas não vou contar mais não! Vocês têm que ler a série! É grande, eu sei, mas é boa...rsrs. São livros pequenos e que trazem muita aventura e lições! Vão com fé, hehe!!

Zack: Já sei. Vou arrumar uma coruja para voar comigo à noite.

Jessi: Zack, você não voa.

Zack: Tem muita coisa sobre mim que você não sabe, sua metida.

Jessi: O que? Você também gosta de se vestir de morcego e sair por aí fingindo que é o Batman?
Zack: Só falo na presença do meu advogado! =) 
Leia Mais ►

Promoção Piadas nerds!

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Pronto, pronto! Quem ficou chateado por não ganhar a promo gigantesca que Camis e eu fizemos, pode tentar ganhar essa aqui!! E ela é simples, viu? Você só tem que contar uma piada nerd!! A mais votada leva um livro e uma camiseta!! Divertido, né? De quebra a gente ainda ri um bocado!! 


A blusa pode variar! Pode ser qualquer uma dessas aqui - o tecido é uma delícia!












Ou outra ainda, né? Quem sabe? É surpresa!! Então vamos lá?

                         Como participar?                                  

Super simples! Siga as regrinhas abaixo e boa sorte!!

1- Ser seguidor do blog; só clicar na caixinha ao lado, onde diz "seguidores" - basta ter uma conta no yahoo, gmail ou twitter! clique em 'seguir publicamente' e pronto!

2- Fazer um comentário nesse post dizendo: "Sou nerd e sou engraçado(a)!!"

3- Preencher o google docs aqui abaixo!! Só pode preencher mais de uma vez se for com link de divulgação!! Ò_ó Senão Cancelo mesmo!!

4- Se for divulgar no twitter, a promo é válida a cada 1 hora de distância de um comentário pra outro, tá? Poste o link que diz "seconds ago" logo abaixo do seu comentário! Poste isso aqui:

já contei minha piada na #promoção piadas nerds +camiseta no Recanto da chefa!! Conta a sua!! http://goo.gl/fb/5DVHS  

5- Se for divulgar em blogs, o banner é esse aqui!



Preencha o form abaixo ou clique aqui!!




                         Quer ter mais chances?                                            

1- Se seguir a mim ou a Editora Record ou a Promo Record no twitter, pode preencher o formulário mais uma vez! 

2- Se seguir o Recanto da Chefa no skoob, pode preencher outra vez!

3- Se for sócio do fã-clube do zack - ponha o número de identificação com seu nome na parte que diz 'divulgação' e preencha outra vez o formulário!



                                  Resultado!                                                        


Bom, na verdade vai ser um pré-resultado! Vamos votar (não posso dizer quem são os jurados, né?) nas dez melhores e vocês vão votar no vencedor, ok?
Termina dia 15 de julho! Vocês podem contar bastantes piadas, hehe! Não vale copiar do livro!! Eu já li e sei de cor, hehe! 

beijos!!
Leia Mais ►

Resultado da promo dos trinta livros!!

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Depois de mais de um mês de inscrições e um total de 3.856 inscritos, finalmente chegou a hora de revelar quem são os ganhadores da Super Promoção!!!



Apenas lembrando que os kits escolhidos foram determinados de acordo com a ordem em que cada pessoa foi sorteada. A primeira pessoa levou o primeiro kit indicado na ordem de preferência, já a segunda pessoa levou o primeiro kit que indicou na ordem de preferência, excluído o kit já escolhido pela primeira pessoa sorteada e assim por diante, ok??
Então vamos aos vencedores:


 









Parabéns às vencedoras!!!
Pedimos a gentileza de nos enviarem seus dados de correio para o e-mail leitoracompulsiva@gmail.com ou vivi.fantasy@gmail.com
Obrigada pela participação de todos!!
Fiquem atentos às novas promoções que vão rolar em breve nos blogs Recanto da Chefa e Leitora Compulsiva!!

Vão haver novas promos, tá?? Não fiquem tristes! ;) 
Leia Mais ►

Quarto

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Sofrido, divertido...angustiante!!

Quarto - Emma Donoghue - editora Verus

Sinopse: "Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la. O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar."

Eu acho muito difícil falar desse livro...ao longo da leitura ele me despertou várias sensações! Uma hora era nervoso, outra angústia, em outras eu ri um bocado e outras ainda, sofri muito...vou tentar explicar sem estragar a surpresa, mas com certeza é um livro que me marcou...
Vamos lá...a história é narrada por Jack, um menino de 5 anos que mora com a mãe dentro de um quarto. Já deu pra ver pela sinopse que é uma prisão, não é? Pois é...só que o menino não sabe disso. O livro tem vários erros de escrita que são da fala de Jack e eu achei simplesmente adorável. O começo do livro é beem chatinho, mas não podia ser diferente. Fala muito sobre o que eles fazem no quarto todos os dias. Um dia é pular na cama, outro é pista de corrida, que é correr em dezesseis passos, etc. Para Jack o mundo é aquele. Ele descreve a mãe como sendo uma pessoa muito paciente, mas tem horas que ela entrava em depressão e ele descrevia como se a mãe estivesse 'fora'. O que mais me agoniava mesmo era que o menino mamava...não sei se é pelo fato de eu ter um filho e imaginar meu filho com 5 anos mamando me dava angústia, haha! Entendo que é pelo fato de ambos precisarem demais de um do outro, mas sei lá. Me agoniava ler: "Levantei a blusa dela. Hoje o direito não tinha muita coisa, mas o esquerdo estava supercremoso." Eles eram cumplices de brincadeiras, de segredos....
Com o tempo a mãe começa a explicar as coisas pra ele e Jack começa a acreditar e sentir-se confuso. Mamãe foi raptada? Foi trancada aqui? Por que o velho Nick quer me transformar em pedra?
E os planos da mãe são mesmo muito ousados. Até que ela é bem esperta!
Claaaaro que a história não se passa só dentro do quarto...mas não vou dar spoiler não! =P 

Bom, não vou dizer o que acontece depois...mas digamos que os diálogos de Jack são de matar! O começo do livro me deixou meio cansada..mas depois, nossa! Eu ri, eu chorei, eu roi unhas...!! Quanta superação!! 

Achei o final perfeito...tudo é muito lindo, uma lição de vida...mas vou dizendo, até lá você sofre mesmo!! hahaha! 

Zack: Que horror, imagina passar a vida eterna trancado no quarto?

Jessi: Que vida eterna, biruta? Eram pessoas normais! Ela ficou presa lá por 7 anos!! E o menininho cresceu lá dentro por 5...que dose! Mas podia ter sido pior...

Zack: Como podia ter sido pior??

Jessi: Eles podiam estar trancados com você!!

Zack: Uh! Um a zero...muito bom, está se superando! =)

Leia Mais ►

Conto 18 - A Caçadora

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Certo, eu sei que passei algum tempo sem postar contos, mas estou escrevendo o livro 3 e quero que ele esteja pronto até a Bienal...então como faz, né?? rsrs
Estou querendo colocar algumas novidades aqui também, mas o tempo é escasso...quem me dera poder viver só de livros! Mas enfim...

Vou colocar o conto aqui e quem quiser pode baixá-lo lá embaixo, está bem? Sem problemas! ^^


A novata



Conto 18 – Jessi e Zack – personagens do livro “A Caçadora”
Autora: Vivianne Fair


Eu me identifico demais com as pessoas que sofrem bullying. Afinal eu passei por isso por muitos anos e passo até hoje – cofcofZackcofcof. Por isso eu meio que me identifiquei com a pobre menina quando ela entrou na sala, tímida, jeitosinha, roupas largas. Era bonitinha, mas meio na dela. O professor a apresentou como Bela; e ela só deu um suspiro. Mas aí minha antipatia pela garota começou.
Não, não é pelo fato dela chamar-se Bela, quem implica com Crepúsculo é Zack, não eu. É o fato de a garota cravar os olhos no meu vampiro como se ela tivesse dentes no lugar dos olhos.
Zack gosta de sentar atrás de mim, para poder ficar soprando no meu ouvido e me deixando toda derretida ou ficar puxando fios da minha blusa. Também gosta de jogar coisas no meu cabelo ou grudar papéis nas minhas costas, mas enfim. A garota sentou-se ao lado dele.
Bom, o fato é que ninguém senta perto de Zack, afinal ele é um sacana de marca maior. E tinha muitas cadeiras vagas porque aquela aula em questão era muito chata. Mas ela sentou ali. E não bastando isso, ainda deu um sorrisinho sem graça para o meu vampiro e baixou a cabeça. Bem, não fiquei acompanhando a aula inteira para ver se a garota continuava secando o meu vampiro – que estranho jogo de palavras, não? – mas tentei ficar na minha.
De súbito a borracha da tal Bela caiu no chão, aos pés de Zack. Ela ficou fitando-o para ver se ele se daria ao trabalho, mas ele não moveu uma palha. No fundo admito que gostei, mas não queria ver outra vítima de bullying, ainda mais no primeiro dia. Virei para trás e sussurrei.
– Zack, por favor. Pegue a droga da borracha da menina.
– Por quê? – ele sorriu – Você vai me obrigar?
– Seja educado. É uma regra da boa educação.
– Eu não determinei regra nenhuma.
– Você não dita as regras do mundo, seu estúpido, não me importa quantos anos você tenha. Agora pega a droga da borracha ou meu salto vai parar na sua testa.
– Isso também é regra da boa educação?
Eu rosnei e ele suspirou e agachou-se para pegar a borracha.
E a jogou do outro lado da sala.
– Zack!!
– Senhorita Jéssica – disse o professor irritado – tem alguma coisa incomodando você?
Zack levantou a mão em tom de gozação e a sala riu. Vou pedir um aumento de salário.
– Não é nada, professor – virei para Zack de novo – vai pegar a borracha que você tacou lá embaixo.
– Que borracha?
A menina permaneceu com a cabeça baixa todo o tempo, olhando para Zack de relance, mas não disse nada. Suspirei e engatinhei até perto da lixeira para pegar a droga da borracha e levei alguns chutes de colegas desavisados. Ao menos espero que tenham sido sem querer.
Voltei para o meu lugar, caprichei o melhor sorriso que tinha e entreguei a borracha para a novata. Sibilei para Zack novamente e voltei pra frente. Zack só ficou enrolando os lápis dele no meu cabelo até o fim da aula.
Na saída, dei um cutucão em Zack e apontei a menina.
– A garota é nova. Não custa ser um pouco gentil, né?
– Jessi – ele assumiu um tom sério – você não conhece esse tipo de menina como eu conheço. Vai por mim. Agora vamos dar uns amassos?
Eu estava pronta para dar-lhe uma resposta ríspida – ou concordar, né, vai saber – quando a menina se aproximou de nós e falou com um tom de voz meigo.
– Oi, é... obrigada por pegar a minha borracha.
Fui eu que peguei a borracha, mas ela olhava para Zack. Ele só deu de ombros.
– Não foi nada – respondi – Bela, não é? Veio de outra cidade?
– Hum, é, vim. Que bom encontrar vocês logo no primeiro dia. São irmãos?
Zack deu um sorriso.
– Não, na verdade ela é minha caçadora e está tentando me mataAAI! – ele se contorceu quando eu dei-lhe uma cotovelada na costela.
– Hum, não, querida, somos namorados – a minha voz soou meio arrogante, mas não sei dizer se foi meio proposital – Zack, não quer dizer nada?
– Estou com fome.
Eu fechei a cara e ele deu um suspiro.
– Tá, tá. Desculpa por ter jogado longe sua borracha. Bem vinda à universidade. Procure não sair à noite.
Ela deu um sorriso animado e desviou os olhos para o chão.
– Obrigada. Pode me mostrar onde é o refeitório? Sou nova aqui, você sabe.
– Desculpe, mas o meu refeitório não fica na mesma direção que o seu – então ele deu de ombros – quer dizer, às vezes fica.
Eu bati a mão na cara – na minha cara – e puxei a garota pelo braço.
– Deixa esse mané pra lá. Eu te levo para o refeitório, certo? Zack, vai procurar o que fazer. Ou beber, sei lá, mas ‘manera’, ok?
– Falou e disse, amor da minha não-vida.
Detesto quando ele dá essas pistas para as pessoas descobrirem quem ele é, mas amo quando ele fala assim comigo. Pareço mulher de bandido, fala sério.
A garota não era de todo ruim, só meio na dela. Contou que veio de uma cidade pequena e que queria estudar medicina, mas não gostava de sangue.
Engraçado, já escutei isso em algum lugar.
De qualquer forma, depois do almoço, eu a levei para o armário dela, apresentei-a a algumas pessoas e mostrei onde ficava seu quarto. Ela era bem tímida mesmo, mas conseguiu fazer algumas amizades. Antes de fechar a porta, ainda me fez uma pergunta.
– Sabe, esse Zack... ele é assim com todo mundo?
– Assim como?
– Assim, meio altivo, meio... rude.
– Aah, não se preocupe. Ele é assim com todo mundo mesmo, mas na verdade ele costuma ser mais sacana comigo. Fique tranquila que uma hora ele se acostuma com você.
Ela deu um sorriso e fechou a porta. Fiquei ali olhando para frente meio sem ação. Não gosto quando Zack chama tanta atenção. Isso pode estragar nosso disfarce – o dele de ser um vampiro que procura esconder-se de todo mundo e o meu, que quer matá-lo mas não pode deixar ninguém descobrir.
É, eu sei que você deve ter um monte de dicas de como eu posso fazer isso, mas prefiro ir com calma, tá?
De qualquer forma, quando voltei ao meu quarto, Zack já estava lá, fazendo meu controle remoto de piano.
– Quer parar com isso?
– E aí? Como foi com a tal Bela?
– Senti um tom de desprezo? Vai começar a pegar no pé dela como você pega no meu?
– Não...você é especial...
Eu comecei a corar até ele completar:
– Afinal, quem mais além de você está tentando me matar?
– Toda a raça de vampiros?
– Que exagero. Eu diria uma terça parte.   
Joguei meus livros na cômoda e suspirei.
– Bom, então cai fora que hoje quero dormir cedo.
– Dormir? Que pretensão!
– CAI FORA!
Ele riu e continuou a teclar o controle. As vozes na tela mudavam tão rápido que começou a me dar agonia. Eu tomei o objeto da mão dele e taquei pela janela.
– Agora vá pegar e vê se some! Ontem você não me deixou dormir e hoje estou indisposta. É sério! Vá caçar!!
– Puxa, deve ser sério mesmo para você me dar um conselho desses... tudo bem, só por hoje, está bem?
– Sim, por favor – exagerei a voz para soar num tom desesperado. Eu realmente estava cansada e precisava ficar em paz com meus pensamentos para saber o que estava me incomodando.
Bom, o problema é que sem Zack para ficar me incomodando eu bati na cama e dormi na hora. Não é sempre que tenho esse privilégio.
No dia seguinte, saí e vi que a Bela já tinha feito alguns amigos. Isso é bom, claro. Não demorou muito para que as otakus me cercassem e me contassem as últimas do mundo dos animes, então nem fiquei sem assunto. Ou com meus ouvidos sem zunir.
Quando chegou à noite, estava já sentada no banco no jardim esperando Zack chegar. Deram seis horas e já estava me levantando para ir ao encontro dele até que...vi a tal novata chegando nele antes mesmo que saísse do prédio.
Controle-se, Jessi. Lembre-se que isso é puro ciúme e que Zack vai tornar sua vida um inferno se perceber.
Eu sei, cérebro, mas ele faz isso mesmo, naturalmente e sem esforço algum.
Respirei fundo e tentei parecer bastante normal quando me aproximei dos dois. A Bela me deu um aceno de cabeça.
– Pode ir andando pra sala, Jéssica – ela murmurou com o rosto corado – Eu já estou indo.
Abri a boca parecendo um peixinho dourado. Ela estava me dispensando?
– Na verdade – Zack se adiantou quando percebeu meus olhos ficando vermelhos de ódio – Jessi e eu sempre assistimos aula juntos.
– Ah – ela murmurou, desapontada – e qual aula você tem agora?
– Sei lá...botânica avançada?
– Anatomia, Zack – retruquei – e já estamos atrasados.
– Eu sabia! – ela respondeu com uma cara de poucos amigos e fiquei grilada. Depois deu as costas para nós dois e saiu apressadamente.
– O que foi isso, Zack?
– Ela é louca. Eu te disse isso desde o princípio. A garota veio aqui para me perguntar porque estou seguindo ela!
– Deixa de ser mentiroso! Por que ela acharia isso? Está se achando demais, senhor Zack.
– Pra começo de conversa, caçadora de meia-tigela, essa daí tem a maior cara de papa-cara-sexy. Em segundo, sei lá o que se passa na cabeça de vocês! Mas foi isso mesmo que ela disse! Que eu a estava perseguindo!
Sacudi a cabeça. A história era inverossímil demais. Ou eu que não queria acreditar? Zack murmurou algo de cabeça baixa e seguimos em frente, direto para a aula. A garota estava lá, só que desta vez, sentada no meu lugar. Respirei fundo. Detesto quebrar minha rotina. Sentei ao lado de Zack, mesmo sabendo que ele ia me chutar a aula inteira, mas não tinha nenhum outro lugar vago. Depois vou perguntar à garota qual é a dela.
Não, não, Jessi, você não pode se deixar vencer pelo ciúme – disse meu cérebro.
Não é questão de ciúme, cérebro! Você não entende? Ela sentou no meu lugar! A cadeira já deve ter o formato da minha bun...
– Oi, Jéssica – a Bela virou para o meu lado – Oi, Zack. Parece que você está atrás de mim agora...
Zack olhou pela janela e não disse nada. Alguns minutos depois da aula começar ele me passou um papelzinho.

Essa garota me dá nos nervos. Deixa eu atacar ela, vai? Um ataquezinho só, quem vai saber?  

Até a letra de Zack é bonita. Que raiva me dá isso. Escrevi outro papelzinho:

Tem uma série de empecilhos que te impedem de fazer isso. Quer uma lista?

Tem razão. O sangue dela deve ser intragável. O resto da lista não me importa.

Já Bela parecia alheia à nossa discussão silenciosa. Ficava o tempo todo escrevendo em seu caderninho, extremamente concentrada. Confesso que fiquei muito curiosa.
Uma certa hora ela levantou a mão e pediu ao professor para ir ao banheiro. Quando ele assentiu, ela virou-se para trás.
– Por favor, Zack, não me siga. Com licença, Jéssica.
Eu fiquei de queixo caído. Mas que atrevimento! Quando me virei para Zack para pedir pra ele alcançar o caderno dela, o vampiro já estava com ele na mão.
– Zack, você...
Parei quando percebi que ele fitava o caderno horrorizado. Que coisa tenebrosa essa menina escreveu ali? De súbito ele me entregou o caderno, sussurrando.
– Eu disse que ela era perigosa. Mas você “nããão, coitada da pobre menina...”
Abri na página que ele me indicava.

Não entendo porque ele faz de conta que não se interessa por mim. Zack não consegue me deixar em paz. Todas essas tentativas de me fazer acreditar que não está interessado em mim são tolas. Não entendo porque brinca com meus sentimentos enquanto não há dúvida que está louco por mim. Ontem à noite ouvi um barulho do lado de fora e o vi correndo pelo jardim. Provavelmente estava tentando me ver, mas assim que coloquei a cabeça para fora, ele fugiu. Zack não consegue ficar longe de mim. Pobre Jéssica...mas ela terá que entender que não pode ficar no meio de um amor verdadeiro...

–  AQUELA VA...
– E agora, o que vamos fazer? Eu te avisei, não foi? Ela está obcecada. Vou fingir que sou gay, é isso.
– Desiste. Da última vez que você fingiu que era gay, metade dos rapazes da universidade se declarou pra você e nem de longe diminuiu o interesse das meninas. Agora coloca o caderno dela de volta.
Ele deu de ombros e colocou-o no mesmo lugar. Ficamos os dois a aula inteira tentando pensar no que poderia fazer a menina desistir. Ela o tempo todo inclinava-se para trás e Zack ficava fingindo que ia enfiar o dedo na garganta para vomitar. A minha vontade era de simplesmente colocar bom senso na cabeça da garota.
Nem que fosse à base do tapa.
– Você está se mordendo de ciúme, não está? – ele murmurou, me assustando.
Eu permaneci olhando para frente.
– Não seja ridículo. Só estou preocupada com o ritmo dos acontecimentos. Se você se envolver com essa garota nosso disfarce pode ser prejudicado. Como vou matá-lo sem ninguém saber?
– Admite, vai – ele inclinou-se e estendeu a mão para o cabelo dela – admite, senão eu vou fazer carinho na cabeça dela.
Engoli em seco, mas permaneci olhando para frente.
– Você é tão infantil.
– Estou quase lá... – ele estendeu a mão mais ainda. Estava quase tocando o cabelo dela – só diz que me ama e eu paro.
– Pare com isso – trinquei os dentes.
Quando ele triscou no cabelo dela eu dei um grito.
– Tá, eu admito, sou louca por você, pronto, FELIZ??
Engoli em seco quando notei que tinha dito isso alto demais. A sala inteira estava de olhos arregalados e Zack com um sorriso tão grande que dava pra ver por trás da cabeça dele. Afundei a cabeça no caderno e gemi.
– Senhorita Jéssica... – a voz cavernosa do professor acordou-me dos meus devaneios.
– Já sei, já sei – murmurei enquanto me levantava, pegava meus livros e saía.
Quando estava lá fora fiquei pensando no que fazer. Chamava a menina para conversar? Ia me esconder no quarto até Zack cansar de bater na porta? Me mudava pra China?
Enquanto me perdia em pensamentos, eis que Bela abre a porta da sala e passa correndo por mim aos prantos. Zack surge uns dois minutos depois, caminhando calmamente.
– Zack, o que...?
– Bom, eu abri o jogo com ela. Na verdade, contei uma mentirinha...
– Que mentirinha?
– Disse que meu coração já pertence a alguém e que eu não era vampiro, lobisomem, ser do espaço, nada. Só um cara bonito e comum e com nada de sobrenatural. Esse tipo de menina caça homens com algo a esconder, entendeu? Tenho lidado com isso há séculos.
– Então...a parte da mentirinha é o fato de você não ser sobrenatural...e a parte do seu coração...
– Que já pertence a alguém? Isso é verdade, sim. Pertence à mulher mais burrinha de todo o mundo.
– Bom, espero que vocês sejam muito felizes juntos – respondi secamente.
– Boa tentativa. Mas você sabe quem ela é. Vou dar uma dica: está tentando me matar...
Eu tentei esconder o sorriso.
– Ahh, Zack, você é tão... – fechei a cara – desprezível.
Ele me deu um sorriso e caminhamos de mãos dadas para a coordenação.
No fundo acho que sou burra mesmo. Mas uma burra feliz.




   
 Vivianne Fair  



Hahaha, se fosse comigo... =p


Pra facilitar a vida de todo mundo!

Todos os contos até 13 aqui!! Clique em 'download comum'

conto 14 ( o natal de Zack)
conto 16  
conto 17




Conto 18 (este conto) aqui embaixo! ^^


Beijoos!! A promo está acabando, hein?? Corram lá!! ^^






  
Leia Mais ►
Tecnologia do Blogger.